Últimas Notícias
Carregando...

Fotos tiradas por vereador Jaime Lucas de livros e quadros atirados na ASSEP geram polêmica

Recentemente o vereador peemedebista Jaime Lucas ao visitar o prédio do Sindicato Rural, na parte superior, onde ficava a ASSEP - Associação Educacional Estudantil, se deparou com uma quantidade de livros de excelente qualidade cultural jogados ao chão, e ficou chocado com o descaso com os mesmo e resolveu tomar alguma atitude antes que aquela informação toda fosse desperdiçada, e entrou com um pedido a ASSEP  pedindo que os mesmos refletissem e valorizassem esse material destinando-os a entidades que pudessem usufruir e contemplar crianças e adultos com estas obras primas jogadas em uma sala e corredores do local.

“Os livros estão jogados sem destino, os mesmos poderão servir para trazer mais informação e cultura aos contemplados e como sugestão indiquei a Biblioteca Pública como uma das entidades agraciada, pois irá atender um número maior de pessoas”, destacou Jaime.

O fato chamou a atenção, principalmente por ver as fotos postadas na rede social facebook. A mesma recebeu diversos comentários, o que fez esquentar as coisas e esclarecer os fatos de tal descaso flagrado.

A moradora Angela Régio Marques achou muito boa ideia de doar os livros e colocou que achava um desrespeito ter os livros e quadros dos formandos atirados.

“Ótima sugestão de doar os livros para Biblioteca Pública. Lamentável ver o estado do acervo daquela instituição, que tanto a professora Rosemary Pinheiro Avila, batalhou para manter enquanto esteve como Presidente, falo com convicção pois fiz parte da Diretoria da ASSEP. Triste também para quem estudou e se formou na ASSEP, ver os quadros com nossas fotos atirados daquela maneira. Um total desrespeito” comentou.

A professora Rosemary Pinheiro explicou que levou um susto quando viu as fotos e custou a acreditar.

“Levei um choque quando vi as fotos. Custo acreditar. Pensei que quando fecharam a ASSEP tinham doado os livros para as Escolas. Como aconteceu isso se tinha uma Diretoria constituída e o Presidente era o Sr 

Ronaldo Madruga, hoje vice prefeito?”, desabafou questionando explicações.

Na sequencia, ao ser citado, o vice-prefeito Ronaldo Madruga publicou um grande comentário a respeito.

“Quero tornar público que quando assumi a ASSEP, tinha várias promissórias de pessoas que se formaram com recursos da mesma vencidas e prescrito o prazo para cobrança. O que deixou um prejuízo enorme na Associação, mantivermos por um tempo aberta e como não tinha mais recursos para manter fechamos sem dividas. Nos reunimos passamos classes, mesas, cadeiras, sons para as escolas. Os livros a senhora Marizete Secretária da Educação juntamente com sua equipe fez uma seleção nos livros necessários para a Biblioteca, os demais julgou desnecessários, os quais já tem destino. Referente aos quadros estão no chão porque já foram repassados para a Secretaria da Educação para serem transportados. E para salientar quadros quando não estão expostos estão aguardando para serem enviados a outro lugar. Os materiais estão em perfeita conservação. A verdade tem que ser dita. Se tudo que acontecesse de interesse público e interesses particulares fosse colocado no Face, muita opinião seria mudada. Os livros ficaram empilhados e organizados, revoltante e triste é algumas pessoas trabalhando e andando de carro zero e o calote herdado” comentou Ronaldo.

Por fim tentando dar fim as discussões a Secretária de Educação Marilete Peres deu conclusão explicou o destino dos livros e quadros.

“Diante de tudo o que está ocorrendo quero deixar claro que dia 29 de abril o Ronaldo entrou em contato comigo e me perguntou se queria os livros para a Biblioteca Nico Duarte, acertamos que segunda feira dia 04 de maio, iria buscá-lo e no dia 30 de maio solicitei a ele que os quadros dos formandos sejam repassados para a Cultura, visto que fazem parte da história educacional de nosso município. Aos envolvidos digo que fiquem tranquilos que enquanto eu estiver a frente da SMEC eles serem bem cuidados”, finalizou.


Leia também:

0 comentários