3 de jun de 2015

Pinheiro Machado decreta situação de emergência em função da estiagem


Foto: Cássio Garcia
Com decreto emitido no dia 26 de maio, o município de Pinheiro Machado decretou situação de emergência em função da estiagem que assola a região sul do estado. 

Os dados foram enviados ao Sistema Integrado de Informações sobre Desastres da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Agora, o município aguarda a homologação do decreto, o que viabilizará o recebimento de recursos para buscar amenizar a situação das famílias atingidas pelas perdas na produção agropecuária. 

Segundo laudo emitido pela Emater, através do Técnico Agropecuário Rafael Lopes, a estimativa de prejuízos no município chega a R$ 5,7 milhões. Entre as principais baixas, estão a quebra na produção de milho e soja e ainda na bovinocultura de corte, em decorrência da baixa produção de forrageiras, o que impede o ganho de peso dos animais de recria e terminação. A baixa precipitação pluviométrica pode ser verificada através dos dados informados pela CPMR. Nos primeiros 4 meses de 2015, verificou-se cerca de 230mm de precipitação, enquanto no último quadrimestre de 2014, este índice chegou a 817mm.

A situação no interior do município também é crítica em relação ao acesso à água para consumo, o que pode se agravar caso não haja um volume considerável de chuva nos próximos dias. 

A Emater estima que o prejuízo com a seca na Região Sul do estado chegue a R$ 350 milhões, dos quais R$ 274 milhões são apenas nas lavouras de soja. A quebra na produção do grão deve ser de 35%. A defasagem é ainda maior nas lavouras de milho, onde as perdas podem chegar a 55% da área plantada.

0 comentários: