Últimas Notícias
Carregando...

Pinheiro Machado sedia reunião para tratar sobre qualificação profissional para Usina Termelétrica Pampa Sul

Nos últimos dias, a grande noticia para a região no setor energético foi a liberação definitiva, pelo Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para que as obras de terraplanagem da Usina Pampa Sul sejam iniciadas. Com isso, devem surgir vagas de emprego para toda a região e a população tem a possibilidade de se qualificar para atender os requisitos das vagas que serão disponibilizadas.
Pelo cronograma da Tractebel, esse trabalho já deveria ter sido feito há algum tempo, mas faltava a licença que foi dada agora. Além disso, a Cooperativa de Eletrificação Rural Fronteira Sul Ltda. (Coopersul) está pronta para atender a demanda da Usina Termelétrica Pampa Sul.
De acordo com a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social (SMTAS), Andreia Rosa, desde 2012 a prefeitura está em parceria com a usina, para qualificar a mão de obra. “Esse movimento é realizado pelos prefeitos de toda a região, que, mensalmente, reúnem-se com representantes da Tractebel”, completa.
Andreia explica que, amanhã, acontecerá uma reunião em Pinheiro Machado. “Mensalmente é realizada em um município. Na ocasião, a Tractebel divulga as vagas para os cursos de qualificação disponíveis para cada cidade. Os cursos são realizados através do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Dessa vez, serão disponibilizadas vagas para armador de ferragem e pedreiro. Temos 60 vagas garantidas para Bagé. Porém, tivemos uma procura de mais de 500 pessoas. Nessa reunião, tentaremos aumentar o número de vagas”, ressalta.
A secretária conta que tem previsão de iniciar novos cursos em agosto. “Básico de montagem mecânica, soldador e eletricista geral. Cabe ressaltar que esses cursos não dão garantia de emprego. Mas qualificam. Com isso, a pessoa tem mais chances de conquistar a vaga. O acordo entre os representantes do Executivo de cada município e a empresa é que as prioridades para se inscrever são: vulnerabilidade social, usuários da Bolsa Família e desempregados”, enfatiza.
Andreia relata, ainda, que a SMTAS também disponibiliza vagas para alguns cursos. “Armador de ferragens e carpinteiro de formas, que acontecem no Centro de Inclusão e Qualificação Profissional”, conta.
A secretária diz que a expectativa de emprego para a região é excelente. “As políticas na área de trabalho têm sido significativas em Bagé. De 2009 a 2014, qualificamos 10 mil pessoas. Setenta e cinco por cento delas são beneficiárias do Bolsa Família. Os alunos dos nossos cursos, além de se qualificarem, aprendem a montar seu próprio negócio. Temos um número expressivo. De todas as famílias do Cadastro Único, 800 já são microempreendedoras”, salienta.
O pedreiro Antônio Carlos Cunha, 33 anos, realizou sua inscrição para o curso de soldador. “Agora é só aguardar ser selecionado. Quero fazer esse curso, porque é uma qualificação. E também é um diferencial quando for concorrer a uma vaga de emprego. Pretendo, em agosto, começar o curso e aproveitar da melhor maneira. Essa implantação da usina está motivando as pessoas”, completa.
Para mais informações sobre os cursos e como se inscrever, basta procurar a SMTAS, na rua João Telles, 864, ou pelo telefone (53) 3242 6005.
Requisitos
- Escolaridade – ter concluído o 6º ano do Ensino Fundamental
- Maiores de 18 anos
Documentos
- CPF
- RG
- Comprovante de residência
- Número de Inscrição Social (NIS)

Coopersul
A Coopersul, por meio de sua assessoria, informa que está pronta para atender a demanda da Usina Termelétrica Pampa Sul. “A empresa realizou as obras de melhorias em todo o sistema de distribuição da Vila de Seival atendendo solicitações de seus moradores e também para atender as necessidades da nova usina. Foram gastos cerca de R$ 125 mil na troca de postes de madeira por concreto, novos transformadores e milhares de metros de cabos do sistema multiplexado, que dá maior segurança e evita acidentes”, diz npta.
De acordo com a assessoria, a Coopersul está preparada para abastecer diretamente as obras da usina. Está pronta uma rede especial e terminais de espera para novas ligações. Inicialmente foi solicitada uma demanda de consumo de um mega e, posteriormente, deverão ser feitas mais solicitações.

Leia também:

0 comentários