28 de jun de 2015

Secretário de Transportes e Mobilidade do Estado diz que asfalto de Pedras Altas é Prioridade

No dia 18 de junho, o prefeito de Pedras Altas, Fabio Tune, juntamente com o Presidente da Ouro Negro, Silvio Neto, participaram de audiência com o Secretário dos Transportes e Mobilidade do Estado, Pedro Westphalen, para tratar sobre o acesso asfáltico do Parque Eólico que começará ser construído em 2016. 

Na ocasião foi relatado que existem 31 municípios que são prioridade para o Estado, para o término das obras de asfaltamento. 

Cabe destacar que será dado maior atenção e prioridade ao município de Pedras Altas, pelo fato de haver o investimento da Ouro Negro Energia. Investimento de U$ 1.300.000,00,cerca de R$ 4.000.000,00 de reais. 

SAIBA MAIS 

Pedras Altas poderá contar com usina termoelétrica movida a carvão 

Entre os diversos empreendimentos de geração de energia que o Rio Grande do Sul está recebendo, há expectativa de que sejam construídas cinco novas termoelétricas. Esses empreendimentos, com exceção das usinas movidas a biomassa, se direcionam à região da Campanha e ao Litoral Sul. 

Há a previsão de instalação de uma usina termoelétrica movida a carvão em Pedras Altas, pela empresa Ouro Negro Energia, com capacidade de produção de 600 MW e investimento de R$ 2,6 bilhões, e outra, também a carvão, em Candiota, com investimento de R$ 1,8 bilhão e geração de 340 MW. O quinto empreendimento é previsto para o município de Minas do Leão, mas ainda está em fase de prospecção. 

De acordo com o presidente da Ouro Negro Energia, Sílvio Marques Dias Neto, que é conhecido na região, já que foi prefeito de Pedras Altas e diretor geral da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), o projeto está em fase de desenvolvimento tecnológico. "Nós temos uma parceria com um grupo chinês, que é o melhor do mundo neste setor, sobretudo nas tecnologias ligadas ao carvão. Estamos na fase do projeto e estaremos habilitados no final deste ano. Se houver leilão de energia em 2016, estaremos prontos", adianta. 

O licenciamento ambiental já tramita no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Segundo ele, o local das instalações ainda é sigilo e a usina pode ser construída em duas fases de 300 mW, cada. A construção do empreendimento vem a gerar três mil empregos e a operação cerca de 600, conforme estimativa do grupo. Esta é a primeira usina da Ouro Negro Energia.

0 comentários: