Últimas Notícias
Carregando...
,

Pinheirense participa de evento cultural realizado em Bagé


As comemorações aos 204 anos de Bagé iniciaram, no sábado, 11 de julho e se estendem até dia 17. 

6º ALTO CAMAQUÃ

No largo do Centro Administrativo, artesãos de oito cidades expuseram trabalhos. Eles fazem parte de um projeto promovido pela Adac, (Associação para o Desenvolvimento Sustentável do Alto Camaquã). O projeto abrange cidades como Bagé, Caçapava do Sul, Pinheiro Machado, Santana da Boa Vista, Lavras do Sul, Piratini, Encruzilhada do Sul e Canguçu. A Mostra de gastronomia e artesanato é realizada dentro da programação do 6º Alto Camaquã. 

Durante o final de semana, estiveram expostos produtos artesanais como doces caseiros, pães e bolos de mel, cucas, objetos de decoração, ponchos e blusões em lã, tábuas de carne e artefatos para churrasco, entre outros. 

Neiva da Rosa de Pinheiro Machado expôs seus trabalhos no evento. Ela é artesã há 10 anos. “Já vim expor várias vezes. Quando surge uma oportunidade a gente vem. Sempre gostei de trabalhar com lã, crochê e biscuit”, explica. 

Para o turismólogo Juliano Munhoz, a feira é um incentivo aos produtores. “Temos o trabalho de agricultura familiar que envolve artesanato, pecuária, culinária, desenvolvendo também o turismo. Por outro lado, integramos os produtores neste processo de desenvolvimento endógeno, ou seja, de dentro para fora”, explica. 

O secretário contou, ainda, que o território do Alto Camaquã foi reconhecido pela Associação Internacional das Montanhas Famosas, em congresso que aconteceu em Pequim, na China.

Leia também:

0 comentários