16 de out de 2015

Prefeitura não faz repasse de consignados, e servidores entram no SCPC e Serasa

Que a coisa está feia nos cofres da Prefeitura Pinheiro Machado todos sabem. É falta de pagamento de energia elétrica em algumas escolas e no Ginásio Municipal, É falta de verba para abastecer as máquinas que realizam o patrolamento das ruas, e falta de limpeza nos bueiros, enfim a lista é grande. Porém, um relato de um Pinheirense, servidor da Prefeitura Municipal, chamou a atenção da imprensa e não poderia passar despercebido. 

"A QUE PONTO CHEGAMOS 

Servidores públicos da Prefeitura Municipal estão sendo incluídos no SCPC e Serasa devido à Prefeitura não efetuar os repasses dos empréstimos consignados em folha de pagamento. É de se esperar que todos os funcionários que possuem consignados sejam cadastrados nesses órgãos de proteção ao crédito como devedores, tendo sua credibilidade e capacidade de pagamento gravemente prejudicados devido à falta de recursos financeiros da Prefeitura nos últimos meses. As notificações são referentes às parcelas descontadas em setembro, que deviam ter sido repassadas ainda naquele mês aos bancos. Uma vez que estamos em outubro, isso significa que, para o SCPC e Serasa, há dois meses que nós, funcionários, somos inadimplentes quando, na verdade, a culpa pela falta do pagamento é da Prefeitura. Esperamos que a capacidade da Secretaria da Fazenda de pagar o décimo-terceiro e o salário de dezembro permaneçam inabaladas, conforme as últimas reportagens que temos acompanhado pelos blogs locais. Mas mesmo assim, esta situação nos órgãos de proteção ao crédito não pode continuar! Não adianta dispormos do salário se não pudermos dispor de crédito na praça. Cabe ressaltar que os descontos em folha foram feitos, conforme se pode verificar nos contracheques emitidos pelo Departamento de Pessoal. Isso não quer dizer que a Prefeitura tenha esse dinheiro. Conforme sabemos, a situação da arrecadação no Município está grave, e dadas as atuais circunstâncias, não visualizo o cenário econômico com bons olhos num futuro próximo. Ao contrário, os tempos são difíceis sim, e reclamar, pelo que vemos todos os dias nos discursos presidenciais no telejornal, de nada adianta. Nos cabe apenas aceitar e continuar lutando pra manter o que sobrou da nossa dignidade", desabafou Giovane Sampaio profundamente indignado em sua Rede Social.

Texto blog Pinheironline

0 comentários: