Últimas Notícias
Carregando...

Ouro Negro anuncia datas de audiências públicas na região

O interesse da empresa Ouro Negro de instalar uma nova usina termelétrica na região ganha forma a cada dia. Foi autorizada, na semana, pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), a realização de audiências públicas nas cidades que serão abrangidas pelo empreendimento, onde será apresentado o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima). Além de Pedras Altas e Candiota, Bagé também deve sediar a atividade.

Conforme o chefe Executivo de Ofício (CEO), Sílvio Marques Dias Neto, o EIA/Rima deve ser apresentado no início de janeiro para os municípios da região. Os estudos irão abordar todos os impactos ocasionados pela instalação da usina, que deve contar com US$ 1 bilhão em investimento e 600 megawatts (MW) de capacidade instalada. O empreendimento deve consumir o carvão de Candiota.

O município de Pedras Altas, onde o empreendimento será sediado, será a primeira a receber audiência. A atividade está agendada para o dia 19 de janeiro, às 18h, no CTG Sentinela. No dia seguinte, também às 18h, o ginásio de esportes de Candiota será o palco das apresentações do estudo. Em Bagé, a apresentação acontece no dia 21, às 18h, no complexo cultural do Museu Dom Diogo de Souza.

Para que seja efetivamente instalado, o projeto de construção precisa ganhar o leilão de energia do governo federal, em janeiro 2016, que possibilita a venda da energia na rede interligada nacional. Se for vencedora no certame, a expectativa é de que a obra inicie no segundo semestre do próximo ano e seja finalizada até dezembro de 2020.

Leia também:

0 comentários