Últimas Notícias
Carregando...

Mascote é novidade no evento

O senso de empreendedorismo de dois jovens pinheirenses trouxe uma novidade para a 32ª edição da Feira e Festa Estadual da Ovelha - Feovelha. A criação de um mascote para o evento deve atrair a atenção, principalmente, das crianças que passarem pelo Parque Charrua nos quatro dias de evento.

Proprietários de uma fábrica de confecção de estampas em camisetas, Alex Pires, de 17 anos e Cristian Bandeira, de 18 anos, tiveram a ideia de criar o mascote do evento, algo inédito nos 32 anos de feira. Desde então, iniciaram em novembro de 2015 as tratativas com o presidente do Sindicato Rural de Pinheiro Machado, Rossano Lazzarotto, que mostrou apoio à iniciativa.

O material a ser utilizado e como seria feito o mascote foram problemas superados pelos jovens empreendedores. Em seguida, foi a vez de colocar as “mãos na massa” e dar andamento ao projeto.

Utilizando a lã como matéria-prima principal, o mascote tem formato de uma ovelha e é divido em duas partes: cabeça e corpo. De acordo com Pires, a ideia foi vista ainda como uma oportunidade de expandir os negócios. “Temos a Camisaria 25 e unimos nossa vontade de crescer profissionalmente com o amor pela maior festa de Pinheiro Machado. Queríamos fazer algo relativamente simples, mas que agradasse a criançada”, explicou.

Pires disse ainda que, na parceria firmada com o Sindicato Rural, foi acertado que a Camisaria 25 produziria quatro modelos de camisetas oficiais da Feovelha. As camisetas estão sendo vendidas num stand próprio, dentro do Parque Charrua. “Como aqui é a ‘Capital da Ovelha’ e a produção de ovinos já é um símbolo do município, nada mais justo que nosso mascote seja uma ovelha também”, completou o jovem.

Alex e Cristian são membros do Capítulo Guardiões da Luz n° 826, da Ordem DeMolay. Eles acrescentam que as virtudes dos DeMolay baseiam-se nas mesmas da instituição maçônica e que isto os influencia diariamente a ter um aprimoramento pessoal e moral.

Redator: Tradição Regional
Fonte: http://www.jornaltradicao.com.br/site/content/rural/index.php?noticia=16745

Leia também:

0 comentários