24 de fev de 2016

Ministério da Integração formaliza convênio com Cideja para pavimentação da Trancampesina

O Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional, formalizou, ontem, um convênio com o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental dos Municípios da Bacia do Rio Jaguarão (Cideja) para a elaboração do projeto técnico de execução da rodovia Transcampesina, que deve beneficiar as cidades de Aceguá, Hulha Negra, Candiota, Pedras Altas, Herval e Pinheiro Machado. Com contrapartida de R$ 10 mil, o investimento totaliza R$ 5 milhões.

O extrato do convênio já foi publicado no Diário Oficial. O presidente do Cideja, e prefeito de Candiota, Luiz Carlos Folador (PT), adianta que vai se reunir com o ministro Gilberto Occhi, em Brasília, na quinta-feira. "É a realização de um sonho", define o gestor. Os prazos para a elaboração do projeto serão tratados na mesma agenda. "Ainda estamos trabalhando para incluir o projeto no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)", reforça o petista.

A rodovia é encarada como uma extensão da RSC-615. O primeiro trecho do traçado de 150 quilômetros deve interligar Aceguá e Hulha Negra. O Cideja articula a pavimentação da Transcampesina desde 2012, sustentando que a estrada pode beneficiar até 100 mil pessoas, por representar uma alternativa de integração com o Uruguai. O convênio com o governo federal tem prazo de um ano.

0 comentários: