Últimas Notícias
Carregando...

Edison Molina dispara que Governo que se preze deve ter uma postura diferente em relação a APAE

Na terça-feira, 15 de março, fazendo uso da palavra o Vereador Edison Manoel Molina de Oliveira solicitou um ponto de estacionamento privativo para a Brigada Militar na Rua Nico de Oliveira, esquina com a Rua 07 de setembro. 

Após saudar os presentes na sessão, registrou que o Deputado Federal Nelson Marchezan Junior protocolou uma emenda parlamentar individual no valor de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) que será utilizada na aquisição de equipamentos e materiais para a área de saúde de nosso Município. Disse que sempre respeitou as pessoas boas e de bom caráter, mas na gestão pública isso é uma obrigação, pois os recursos públicos são de todas as pessoas e devem ser bem administrados por aqueles que detêm o poder na gestão pública. 

Na sequencia destacou que em virtude da crise financeira existe a necessidade de um controle maior das despesas na gestão municipal, principalmente no setor de pessoal, mas alguns cortes de profissionais devem ser bem analisados, como por exemplo, a contratação de pessoas para atender crianças com necessidades especiais nas escolas municipais, que o atual governo cortou a contratação destas pessoas, portanto sugere que está iniciativa seja repensada pela atual gestão municipal. 

“Um Governo Municipal que se preze deve ter uma postura diferente em relação a APAE, principalmente em oferecer apoio e condições mínimas para que a entidade consiga atender o seu público com dignidade e respeito. A Gestão Municipal deve ter compromisso com as questões básicas que envolvem o bem estar da comunidade, como por exemplo, a manutenção regular da coleta de lixo e na iluminação pública, a limpeza de ruas e avenidas, o controle mais efetivo dos animais errantes, sinalização nas vias públicas para pedestres e veículos, atendimento qualificado nas unidades básicas de saúde, entre outros”, enfatizou Molina. 

Por fim disse que o Legislativo Municipal é uma Casa Política e como tal tem que agir de forma politica, portanto não vê nenhum problema em votar, por exemplo, contra uma parecer emitido pelo Tribunal de Contas do Estado, pois sua opinião reflete uma vontade partidária e política sobre qualquer assunto que esteja sendo analisado no Legislativo Municipal. 

“Não foi só vereador na época José Antônio Duarte Rosa que não aprovou o Projeto de Lei, de autoria do Governo do PSDB, que tinha por objetivo pavimentar ruas e avenidas de nossa cidade, portando quando as pessoas falam devem procurar saber o que aconteceu realmente na referida votação do Projeto de Lei”, desabafou Edison.

Leia também:

0 comentários