Últimas Notícias
Carregando...
,

Soberanas da Feovelha 2017


  Nos três dias de Feovelha, as Soberanas são as que mais transitam pelo parque Charrua. São também, as mais solicitadas em cerimônias, entrega de prêmios, recepção a autoridades, enfim, são presença indispensável em todos os momentos da feira. O reinado delas começa com o concurso, no final do ano e termina um ano depois, com a escolha da corte do próximo ano.

Neste ano, esta tarefa de divulgar a Feovelha, Pinheiro Machado e suas potencialidades coube à Rainha Amanda Gonçalves dos Santos, de 19 anos, acadêmica de Fisioterapia, no 3º semestre, na Universidade Regional da Campanha (Urcamp), de Bagé. Ela conta que o seu mundo é o tradicionalismo. Em 2010, foi 2ª Prenda Mirim RS e se tornou palestrante do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). “A minha facilidade de comunicação levou as pessoas a me convidarem para participar do concurso e eu aceitei”. E no seu primeiro concurso, foi eleita a Rainha da Feovelha 2017.

Acompanham Amanda, as princesas Tauana Vargas, 20, que espera o resultado dos vestibulares para ingressar na Faculdade de Direito, em Pelotas. Segundo ela, este também foi o seu primeiro concurso, após resolver seguir os passos da irmã. “Pela primeira vez tive a oportunidade de participar de um concurso e gostei do resultado”, diz.

A outra princesa é Karina Morales Lima, 19, estudante de Química no IFSul em Pelotas. Para ela, também foi o primeiro concurso. Apesar de não pertencerem diretamente a família de ovinocultores, as três têm contato direto com o campo e com a ovinocultura, através de amigos e parentes.

Para elas, a experiência foi gratificante por conhecerem um pouco mais sobre a atividade, além de muitas pessoas como deputados, secretários e o governador e principalmente, por colaborarem na divulgação do município e da Feovelha.  

Leia também:

0 comentários