Últimas Notícias
Carregando...

CRM poderá ser fechada neste semestre

O impasse gerado pelo valor proposto pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) no que se refere à compra do carvão produzido pela Companhia Rio-grandense de Mineração (CRM) poderá resultar na venda desta última, isso mesmo antes da discussão proposta pelo governo do Estado de poder privatizá-la, caso a dispensa de plebiscito para venda, federalização ou extinção seja aprovada pelo Legislativo gaúcho. 

A afirmação proveniente do atual secretário de Minas e Energia do Rio Grande do Sul, Artur Lemos, foi divulgada na edição de ontem do jornal Zero Hora, na coluna da editora de Economia, Marta Sfredo. A CGTEE, a única cliente para o mineral extraído pela CRM, até 2015 comprava 3,5 milhões de toneladas anuais de carvão da companhia, o que foi reduzido para 2,5 milhões desde janeiro de 2016. Agora, a demanda de aquisição seria no montante de 1,2 milhão de toneladas. 

O secretário, conforme informações da colunista, após ter feito várias tentativas de entendimento junto à CGTEE e sua controladora Eletrobras e Ministério de Minas e Energia, tentará uma reunião derradeira para o próximo mês. Além disso, Lemos, de acordo com Marta Sfredo, tentaria como última esperança a determinação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para que todas as térmicas disponíveis entrem em operação para garantir o abastecimento de energia do país diante da redução do nível dos reservatórios das hidrelétricas. 

http://www.jornalfolhadosul.com.br/noticia/2017/03/30/crm-podera-ser-fechada-neste-semestre

Leia também:

0 comentários