Últimas Notícias
Carregando...

Fabrício Costa diz esperar que Câmara de Pinheiro seja contra a reforma da previdência

Na sessão de terça-feira (28/03), o vereador Fabrício Costa fazendo uso da Tribuna destacou o momento político vivenciado no Brasil. Fabrício comentou sobre os Projetos debatidos da terceirização e da Reforma da Previdência. 

Na oportunidade o vereador frisou que após repercussão negativa e a avaliação de que havia impasse jurídico na retirada de servidores estaduais e municipais da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer está propondo um prazo de seis meses para que Estados e municípios elaborem suas próprias regras. Caso as reformas locais não sejam aprovadas em 180 dias, passariam então a valer as regras estabelecidas pelo Congresso. 

O prazo de seis meses para a implementação das reformas nos Estados e municípios seria contado a partir do momento que Temer sancionar o projeto que se tornou a principal bandeira do Planalto. Governo e parlamentares foram pressionados tanto por governadores, que reclamavam de dificuldades e ônus de aprovar uma reforma própria a seus servidores, quanto por categorias que ficariam em regimes diferenciados. 

“Devemos estar atentos a esta situação. Creio que todos irão continuar se manifestando contrário a esta reforma. Nesta reforma estão querendo tirar até a aposentadoria rural. Acredito que os deputados irão ter a consciência de defender o povo e não aprovar esta reforma”, concluiu Fabrício.

Leia também:

0 comentários