Últimas Notícias
Carregando...
,

Vereadores pinheirenses buscam mais segurança para a BR 293 entre Pelotas e Bagé



Na sexta-feira (12) os vereadores de Pinheiro Machado Jaime Lucas (PMDB), Edison Molina (PSDB), Adroaldo Azambuja (PDT) Rogério Moura (PSB) e o prefeito José Felipe da Feira (PTB) estiveram em reunião na cidade de Pelotas com José Dourado, Chefe da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal e também com Maicon Nachtigall, Policial Rodoviário Federal e Diretor Social do SINPRF-RS (Sindicato dos Policias Rodoviários Federais do Rio Grande do Sul), para tentar solucionar a falta de policiamento que existe hoje na região. 

Os vereadores dizem que não a mais como continuar do jeito que esta, ou seja, sem policiamento para inibir criminosos e até mesmo atender acidentes na BR 293 que liga Pelotas a Bagé, lembrando que entre essas duas cidades também existem as cidades de Capão do Leão, Cerrito, Pedrosório, Morro Redondo, Piratini, Pinheiro Machado, Pedras Altas, Candiota e Hulha Negra. 

Durante a reunião em que os vereadores tentavam com que o efetivo que era lotado na PRF de Pinheiro Machado voltasse a funcionar normalmente, pois desde o começo de 2015 a região só é atendida pela PRF em três em três dias, o que não é suficiente, pois as estatísticas mostram que diversos tipos de crimes e acidentes aumentaram, José Dourado e Maicon Nachtigall, disseram que hoje não teriam condições de voltar a atender a região normalmente. 

“Nossa intenção é de poder atender a todos igualmente, mas hoje estamos impossibilitados, pois nosso efetivo esta muito defasado, não só para a esta região, mas todo estado do Rio Grande do Sul e Brasil, o problema é Nacional. Mas somos parceiros para qualquer ação em que os vereadores realizarem para tentar acabar com esta situação que atinge a todos nós”, explicaram Dourado e Nachtigall. 

Logo depois de discutirem ideias para tentar amenizar o problema, os vereadores e prefeito decidiram que irão pessoalmente a todas as cidades da região pedir o apoio das Câmaras de Vereadores e Prefeituras para que juntos formulem um documento falando deste grande problema que esta ocorrendo, e que se necessário realizaram uma comitiva para levá-lo pessoalmente ao Ministro de Segurança em Brasília. 

Leia também:

0 comentários