6 de jul de 2015

Indeferido pedido de prisão preventiva

O delegado da Polícia Civil de Pinheiro Machado, Gilnei Albuquerque, solicitou à Justiça na semana passada a prisão preventiva de dois homens, que segundo ele, se permanecerem soltos, vão continuar praticando crimes. "Visto que fizeram disso um modo de vida, não tendo atividade profissional lícita e sequer endereço válido", afirmou o delegado. 

O juiz da Comarca, Fernando Carneiro da Rosa Aranaldi, apoiado pelo Ministério Público, indeferiu o pedido, encaminhando, todavia, a aplicação de medidas cautelares diversas da prisão aos dois. Eles deverão estar em casa entre 20hs às 7h e deverão informar e justificar, quinzenalmente, à Justiça, as atividades que estão realizando. 

Em ofício encaminhado à Polícia Civil do município, no dia 24 de junho, o juiz comunica que um deles praticou um roubo e o outro um roubo e um furto qualificado. A Polícia investiga a dupla ainda por outro crime, o de ter abordado um homem e, encostando um canivete em seu pescoço, ordenou a vítima a passar o dinheiro.

0 comentários: