29 de jan de 2016

Governança do APL Ovinos e Turismo do Alto Camaquã se reúne na Feovelha 2016

Aconteceu na manhã desta sexta-feira, no estande da Emater, localizado no Parque Charrua durante a XXXII Feovelha, a reunião da Governança do Arranjo Produtivo Local Ovinos e Turismo do Alto Camaquã, projeto que visa o desenvolvimento regional e integra a ovinocultura, já tradicional na região, e o turismo rural, atividade que surgiu nos últimos anos e com grande potencial de gerar renda e empregos.

O evento foi promovido pela Associação para o Desenvolvimento Sustentável do Alto Camaquã, gestora do APL, que conta com a parceria de oito instituições na governança do Arranjo: FETAG, SEBRAE, SENAC, EMATER, EMBRAPA, ARCO, NÚCLEO DE OVINOCULTORES DE PINHEIRO MACHADO e ABATEDOURO MUNICIPAL DE PINHEIRO MACHADO.
Fizeram parte da mesa de abertura o presidente da ADAC, Mateus Garcia, e representantes das demais entidades participantes da APL, além do presidente do Sindicato Rural de Pinheiro Machado, Rossano Lazzarotto, o Deputado Federal e presidente da Frente Parlamentar Mista de Apoio à Ovinocaprinocultura, Giovani Cherini (PDT-RS), o presidente da ARCO, Afonso Schwab, entre outros.

Conforme o presidente da ADAC, Mateus Garcia, foi muito importante realizar a primeira reunião do APL na Feovelha. "Nós estamos mostrando hoje o projeto do APL, pois somos pioneiros, sendo este o primeiro arranjo do país inteiro, e estamos mostrando isso na maior feira de ovinos do país", disse.

Paulo Afonso Schwab contou que a parceria entre ARCO e Alto Camaquã está dando muitos resultados positivos para os ovinocultores. "Hoje, o Alto Camaquã é conhecido internacionalmente, e a união de todas as entidade que hoje se fazem presentes nesta reunião é muito importante para o desenvolver e aumentar a renda das famílias da região. Teremos melhorias em todos os produtos de origem ovina", comentou o presidente da ARCO.

Para o Deputado Giovani Cherini, que se comprometeu a apoiar o APL, a cadeia produtiva como um todo tem a ganhar com o projeto, dando crescimento para a ovinocultura como um todo. "O mais importante é ter o produto de qualidade, e nós temos. Podemos ver isso aqui na Feovelha, que é a vitrine do nosso setor. Estou aqui para prestar meu apoio ao Alto Camaquã. Queremos criar Frentes Parlamentares Municipais, nas Câmaras de Vereadores, para apoiarmos os ovinocultores, e assim aumentar as rendas das famílias que trabalham no setor", terminou Cherini.

O gestor do APL, Marcos Blanco, apresentou para os presentes a maneira com que devem ser desenvolvidos os trabalhos para o desenvolvimento, junto aos produtores e entidades que fazem parte da ação.

Em dezembro de 2015 a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), entidade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, contemplou o APL Ovinos e Turismo do Alto Camaquã com recursos destinados ao Projeto de Fortalecimento da Governança.

0 comentários: