Últimas Notícias
Carregando...

Pinheirenses participaram do lançamento da Expo Alto Camaquã

A valorização de uma região diferenciada em pecuária familiar cuja produção tem características de desenvolvimento sustentável é defendida por oito municípios que integram o território do Alto Camaquã. Reforçar essa importância é um dos objetivos de mais uma edição da Expo Alto Camaquã que ocorre de 8 a 10 de julho, no Centro Administrativo de Bagé.

Os vereadores de Pinheiro Machado Rogério Moura e Paulinho Alves marcaram presença no evento.

Com palestras, eventos gastronômicos, shows artísticos e venda de produtos de artesanato e gastronomia, a exposição chega à sétima edição tornando-se um espaço para divulgar também as ações do Projeto de Desenvolvimento Turístico da Região do Pampa, que reitera a importância do desenvolvimento endógeno, sustentável e integrado da região, que acima de tudo, preserva o Bioma Pampa. 

Mais do que a ovinocultura e a pecuária feita pelos produtores familiares, o território concentra uma região com natureza própria e cuja cultura sobrevive há dois séculos. 

O Alto Camaquã conta com cerca de 40 mil famílias que vivem de uma pecuária que é a principal fonte de renda, mas que se apresenta sob condições de preservação ambiental de seu campo nativo. Com representações dos municípios de Bagé, Caçapava do Sul, Canguçu, Encruzilhada do Sul, Lavras do Sul, Piratini, Pinheiro Machado e Santana da Boa Vista, e mais entidades parcerias do projeto, a programação da exposição foi apresentada pelo gestor do Arranjo Produtivo Local Ovinos (APL) Marcos Alberto Blanco. Em sua fala, ele ressaltou que essa foi a primeira vez que será comercializada carne ovina, graças a uma parceria com o frigorífico municipal de Pinheiro Machado. 

“A ovinocultura é o carro chefe do projeto, mas o comércio é muito importante ainda mais para a expansão de mercados. No entanto, também precisamos divulgar o turismo porque enxergamos um grande potencial na região e não ficamos à margem de outros roteiros turísticos. Além disso, a exposição tem esse enfoque de valorizar um projeto que não visa ressaltar apenas o comércio, mas a história e a cultura da região”, comentou Blanco. 

Confira a programação 
Dia 8 
Exposição de produtos no Centro Administrativo das 9h às 18h30min (dias 8,9 e 10); 
Na sexta-feira, na Prefeitura de Bagé, a partir das 10h, ocorre o Fórum do Alto Camaquã, com palestras de integrantes do projeto; 
Ainda na sexta-feira, às 19h, show com Cristiano Quevedo no largo do Centro Administrativo; 
Em seguida, o músico nativista participa do Jantar Sabores do Alto Camaquã, com degustação de pratos de carne de cordeiro preparados pelo chef Marcelo Bolinha; 
Também haverá degustação de vinhos e espumantes Peruzzo e Batalha. 

Dia 9 No sábado, às 10h, oficina Corte e Carcaças com o chef Marcelo Bolinha e a pesquisadora da Embrapa de Bagé, Elen Nalério; 
Às 12h, ocorre a oficina Turismo Rural – Gastronomia carne de cordeiro com geleia de butiá promovida pela Emater e Embrapa. 

Dia 10 
No domingo, às 12h30min – Degustação do churrasco à moda Alto Camaquã; 
Às 15h, apresentação da Fábrica de Gaiteiros; 
E, às 17h, acontece o encerramento da exposição.

Leia também:

0 comentários