Últimas Notícias
Carregando...
,

Programa Vida No Sul deu destaque a Festa da Nossa Senhora da Luz

O Vida no Sul pegou a estrada e foi até Pinheiro Machado para conferir de perto uma importante festa realizada nesse pequeno e histórico município gaúcho. O programa que foi ao ar nesta semana acompanhou a Semana Histórica Iluminada de Nossa Senhora da Luz, evento que recorda os 165 anos de religiosidade viva na região através da fé em Nossa Senhora da Luz das Cacimbinhas. 

Além de contar a história de fé ao redor das cacimbinhas, fontes de água às quais são atribuídos milagres, Antônio Gringo apresenta artistas que animaram a festa por lá: a Orquestra de Acordeons de Bagé e as duplas Bruna Scopel e Augusto Camargo e Mário Nei e Pablo Reis Jr. Nesta matéria, confira cobertura fotográfica e extras de gravação desses e de outros artistas que se apresentaram na festa, assista á reportagem veiculada e acesse ao programa completo. 

Nossa Senhora da Luz das Cacimbinhas – a história e a religiosidade de Pinheiro Machado

Pinheiro Machado é um dos municípios mais antigos do Rio Grande do Sul e tem sua história ligada à religiosidade. Até 1830, a área do município pertencia ao município de Rio Grande. Depois passou a integrar o município de Piratini, desmembrando-se em 24 de fevereiro de 1879, sob a denominação de Nossa Senhora da Luz das Cacimbinhas – nome que vem da capela da cidade. 

Segundo contam os moradores, Dutra de Andrade, que teria perdido a visão e feito uma promessa de que se recuperasse a mesma ao lavar os olhos nas águas das cacimbinhas, mandaria construir uma capela em honra de Nossa Senhora da Luz das Cacimbinhas, o milagre aconteceu e a capela foi construída. 

A cidade permaneceu com esse nome até 1915, quando por decreto foi alterado para Pinheiro Machado, em homenagem a um senador assassinado por um cidadão que havia crescido em Cacimbinhas. Até hoje, a denominação é fruto de discussões entre os moradores da região. 

Conheça melhor essa história e saiba como foi a festa da Semana Histórica Iluminada de Nossa Senhora da Luz. É só curtir a matéria que foi ao ar no programa:


Gravação do vida no Sul durante as celebrações A gravação do Vida no Sul foi uma das atrações das festividades. Foi na praça Angelino Goulart, em frente á igreja de Nossa Senhora da Luz das Cacimbinhas, que centenas de pessoas se reuniram para curtir uma noite de muita música. A seguir, confira o #ExtraDoVida da edição, com os artistas que participaram do programa. Confira ainda a apresentação de artistas da localidade que também mostraram seu talento mas não entraram no programa veiculado nas televisões:

 

 Texto e fotos de: Marcelo Ferreira





















Leia também:

0 comentários